Blog / Notícias

Transtornos de Personalidade | Encontros Holiste

Notícias 24/02/2017

Os Transtornos de Personalidade foi o tema debatido pelo psiquiatra Victor Pablo e o psicólogo André Dória durante o Encontros Holiste em fevereiro.

O evento foi direcionado para familiares de pessoas que lidam com transtornos mentais, assim como profissionais e estudantes interessados em saber mais sobre a Saúde Mental. No fim do evento, Sandra Simon Siqueira, diretora técnica da Holiste, juntou-se aos palestrantes para responder as dúvidas da plateia.

 

TRANSTORNOS DE PERSONALIDADE

Os transtornos de personalidade são aqueles onde os traços emocionais e comportamentais de um indivíduo são muito inflexíveis e mal ajustados. Esse comportamento prejudica a adaptação do indivíduo às situações que enfrenta, causando a ele, e as pessoas próximas a ele, muito sofrimento.

Os principais transtornos de personalidade são: borderline, antissocial, obsessivo-compulsivo, esquizotípica, esquizoide e paranoide.

 

LIDANDO COM O TRANSTORNO DE PERSONALIDADE

O psiquiatra Victor Pablo falou sobre os principais comportamentos que caracterizam os transtornos de personalidade e a importância de uma abordagem multidisciplinar no tratamento.

“Os transtornos de personalidade geralmente começam a se manifestar no final da adolescência e podem ser mais associados a temperamentos herdados. Se caracterizam por padrões de disfunção social e dificuldade de enfrentamento e adaptação a mudanças de vida e algumas adversidades, que são uma constante nessa fase da vida”, explica Dr. Victor Pablo.

O transtorno borderline é que tem maior prevalência entre os transtornos de personalidade, e afeta mais as mulheres, cerca de 75% dos diagnósticos.

“O transtorno borderline causa graves rupturas nas relações interpessoais e um desgaste nos cuidadores.  Muitas vezes associa-se a distúrbios como abuso de drogas, bulimia, episódios depressivos etc. 

É considerado também um diagnóstico difícil, principalmente por conta das semelhanças com o Transtorno Bipolar. Porém oscilações de humor do transtorno de personalidade borderline tendem a ser muito rápidas e podem se resolver rapidamente, até de maneira espontânea”, completa o psiquiatra.

O tratamento com medicamentos traz resultados, porém Dr. Victor Pablo recomenda sempre uma abordagem multidisciplinar, com psicoterapias e terapias familiar e de reestruturação de rotinas.

“O encaminhamento para psicoterapia é essencial, pois aí o indivíduo será auxiliado a alcançar um insight de seus ciclos de instabilidade e convocado a responsabilizar-se pela monitorização para mudança do padrão comportamental e desenvolvimento de algum autocontrole. Geralmente é um processo lento. Pode levar anos.

Os familiares e o paciente devem ser chamados ao compromisso para a mudança lenta dos comportamentos desadaptativos, através do mapeamento dos eventos críticos e como as reações emocionais podem ser moduladas”, finaliza Dr. Victor Pablo.

 

A RESPONSABILIZAÇÃO DO INDIVÍDUO

Com o tema “Capricho ou doença”, o psicólogo André Dória falou sobre a forte identificação que muitas vezes acontece entre o indivíduo e seu diagnóstico, sendo utilizada para fugir das responsabilidades de certos comportamentos e também sobre a cumplicidade da família em relação ao transtorno.

“Em boa parte das famílias que atendemos, percebemos uma espécie de parceria sintomática com o paciente, causada por nada menos que os fortes laços de afeto.  A prática nos ensina que é necessário dar uma direção a esse afeto, pois essa cumplicidade pode atrapalhar o tratamento.

É necessário separar o que é capricho e personalidade, do que é diagnóstico e doença.  Por exemplo a pessoa que gasta muito e justifica que é bipolar ou a que briga com o namorado e afirma que é borderline.  A relação que a pessoa tem com seu diagnóstico é um caminho para entender esse limite.  A família muitas vezes acaba se perdendo no convívio, por isso a importância de um acompanhamento profissional, do acolhimento da família em todo processo de tratamento”, recomenda o psicólogo.

 

ENCONTROS HOLISTE

O Encontros Holiste é um ciclo de eventos voltado para cuidadores e familiares de pessoas que lidam com transtornos mentais, além de profissionais da área de saúde que desejam maiores informações sobre a área de psiquiatria e saúde mental.

O próximo evento acontecerá no dia 19 de abril às 19h, para falar de Transtornos Mentais na Terceira Idade, com a palestra do psiquiatra André Gordilho falando sobre “Depressão na Terceira Idade” e da terapeuta ocupacional Michelle Campos com o tema “Cuidados na Terceira Idade”.

O evento é gratuito e as vagas são limitadas.  As inscrições já estão abertas no site: encontros.holiste.com.br

Comentários

Inscreva-se para receber conteúdo sobre Psiquiatria e Saúde Mental

Cadastrar