Blog / Centro de Estudos Holiste

Transtorno Bipolar | Encontros Holiste

Centro de Estudos Holiste 13/02/2019
Transtorno Bipolar, Encontros Holiste

O Transtorno Bipolar é uma doença que atinge cerca de 3% da população mundial, caracterizada pela ocorrência de episódios de humor depressivo e episódios de euforia.  A doença traz sintomas intensos e que podem causar muito sofrimento e prejuízo se não forem tratados de forma adequada.

A psiquiatra Livia Castelo Branco e o psicólogo André Dória irão discutir sintomas, comportamentos e tratamentos do Transtorno Bipolar no Encontros Holiste de março.

O Encontros Holiste é um evento gratuito, voltado para familiares e cuidadores de pessoas com transtornos mentais, e acontece no dia 20 de março (quarta), às 19h, no auditório da Holiste (Pituaçu). As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas no site encontros.holiste.com.br.

Encontros Holiste

 

Como prevenir as crises no Transtorno Bipolar

O transtorno bipolar é caracterizado por oscilações do humor que se alternam entre fases de depressão e fases maníacas ou hipomaníacas (em que surge alteração do humor e do pensamento e aumento da atividade motora). Podem também ocorrer os sintomas mistos, com a presença simultânea de características maníacas e depressivas.

Ao contrário do que se pensa, essas mudanças de humor não acontecem da noite para o dia; e os episódios podem durar meses ou até mesmo anos.  A medida em que progride no tempo, menos estressores externos são necessários para desencadear uma nova crise, os episódios tendem a ser mais graves e com intervalo menor de tempo entre eles.

“Como prevenir as crises” é o tema da palestra da psiquiatra Livia Castelo Branco, que irá falar sobre a importância de conhecer os sinais da doença e a busca por ajuda precoce.

“A grande questão é que a cada novo episódio ocorre importante perda neuronal, gerando déficits cognitivos e maior probabilidade de recorrência, um circulo vicioso de causas e efeito. O conhecimento sobre as diversas formas de que o transtorno bipolar se apresenta e o manejo dos efeitos colaterais do tratamento são essenciais para a manter a estabilidade.

A identificação dos sintomas que surgem no início de um novo episódio, tanto pelo próprio paciente como por seus familiares, leva à procura precoce por ajuda e introdução de intervenções antes que uma crise se instale efetivamente”, explica a psiquiatra.

 

Aspectos psicológicos do Transtorno Bipolar

A alternância entre fases de depressão e euforia é um dos quadros psicopatológicos mais antigos e estudados, e que provoca diversos campos do saber em busca de respostas para um enigma inquietante: o que faz com que uma pessoa seja tomada por sentimentos de onipotência, ideias de grandeza e perda da consciência crítica?   E como essa mesma pessoa passa a ser invadida por ideias de ruína, tristeza profunda e sentimentos de inferioridade?

O psicólogo André Dória traz o tema “Aspectos Psicológicos no Transtorno Bipolar”, abordando o transtorno para além dos sintomas e diagnósticos, levando em consideração a singularidade no processo de adoecimento psíquico.

“O estudo da melancolia e da possibilidade de alternância com as fases de mania, abriu espaço para os aspectos psicológicos  envolvidos em cada caso, alterando a direção do tratamento: não é a bipolaridade que explica a pessoa, mas a pessoa que explica a sua bipolaridade, a partir da sua experiência individual, que não pode ser reproduzida nem replicada em uma outra pessoa com o mesmo diagnóstico.

Ao levar em conta essa realidade, deixamos de pensar em bipolaridade para pensarmos em bipolaridades. A proposta desse encontro é abordarmos os aspectos psicológicos e as repercussões na vida da pessoa, familiares e amigos  que sofrem com essa condição”, finaliza o psicólogo.

ASSISTA AO VÍDEO: TRANSTORNO BIPOLAR, NA PONTA DO LÁPIS

Comentários

Inscreva-se para receber conteúdo sobre Psiquiatria e Saúde Mental

Cadastrar