Consultas e informações

Central de
atendimento:
(71) 3082-3611

Terapia Ocupacional

A Terapia Ocupacional é uma forte aliada no tratamento de distúrbios mentais, físicos, dos desajustes emocionais e sociais. 

O foco do trabalho são pessoas cujas habilidades funcionais estão comprometidas (de forma temporária ou permanente), demandando uma readaptação ou o desenvolvimento de novas habilidades, com o objetivo de promover a autonomia no indivíduo.

 

TERAPIA OCUPACIONAL E SAÚDE MENTAL

Para pacientes psiquiátricos, o maior benefício da terapia ocupacional é a restruturação das atividades da vida diária (AVDs) e das atividades da vida pratica (AVPs), geralmente desestabilizados pelo transtorno mental.  O atendimento pode envolver os familiares, que necessitam de orientação sobre as novas possibilidades aprendidas pelo paciente.

A Terapia Ocupacional também beneficia pessoas que sofreram traumas físicos, no cérebro ou em outras partes do corpo, servindo para restabelecer a funcionalidade de determinadas estruturas ou preparar o indivíduo para conviver com suas limitações.

O atendimento é individual, realizado em caráter ambulatorial. Nos casos de pacientes com dificuldades de deslocamento, o atendimento pode ser realizado no domicilio, permitindo um mapeamento preciso do contexto ambiental do paciente, as limitações presentes e as possíveis intervenções e adaptações necessárias.

 

INTERVENÇÕES TERAPÊUTICAS

Durante o tratamento, o terapeuta ocupacional estuda e emprega atividades de trabalho e lazer, levando em considerações as necessidades e características do paciente (idade, sexo, diagnostico, doenças clinicas e psíquicas, limitações motoras e cognitivas), além do contexto sócio-cultural.

As atividades terapêuticas devem contemplar as necessidades dos pacientes, mesclando aspectos lúdicos e terapêuticos, permitindo que diferentes características de sua subjetividade sejam abordadas.

Para pacientes com limitações físicas e/ ou cognitivas importantes, outros recursos são indispensáveis para o seu desenvolvimento: cadeira de rodas, muletas, bengalas, pranchas de comunicação, acionadores, próteses, órteses, adaptações (mobiliário, vestuário, talheres, materiais escolar e de trabalho) e jogos variados (caça palavras, quebra cabeça, jogos de montagem).

SAIBA MAIS SOBRE TERAPIA OCUPACIONAL

 

Inscreva-se para receber conteúdo sobre Psiquiatria e Saúde Mental

Cadastrar