Blog / Notícias

PsyCon – Da controvérsia ao consenso na Psiquiatria

Notícias 25/10/2017

A conferência PsyCon, realizada nos dias 10,11 e 12 de agosto em São Paulo, reuniu mais de 500 psiquiatras de todo o Brasil para discutir os avanços no diagnóstico e tratamento da depressãotranstorno bipolaransiedade e esquizofrenia.

O Psycon trouxe grandes nomes internacionais da área da saúde mental que promoveram debates sobre os avanços da psiquiatria e da neurociência, entre eles Dr. Roger McIntyre (University of Toronto), Dr. Vladimir Maletic (University of South Carolina), e Dr Guy Goodwin (University of Oxford), além dos brasileiros Dr. Flávio Kapczinki (McMaster University), Dr. Rodrigo A. Bressan (UNIFESP), Dr. Wagner F. Gattaz (USP) e Dr. Valentim Gentil (USP).

Os psiquiatras da Holiste, Fabiana Nery e Victor Pablo, estiveram presentes no evento e comentaram sobre alguns painéis de destaque.

 

NOVAS ABORDAGENS PARA PREVENÇÃO NA ESQUIZOFRENIA 

Dr. Rodrigo Bressan (Unifesp) apresentou novos dados sobre o estudo de seguimento clínico (coorte), que acompanha mais de 2 mil crianças e seus familiares (SP e RS) para compreender os fatores envolvidos no desenvolvimento dos primeiros sintomas psicóticos.

“O estudo aponta novas possibilidades de intervenções preventivas em indivíduos predispostos ao início de um processo esquizofrênico, levando em consideração a sua carga genética e sintomas subsindrômicos.  Com o avanço da decodificação dos genes envolvidos nos transtornos mentais, cada paciente poderá ter sua “carta poligênica” que analisa a predisposição para transtornos psicóticos.  Isso mostra a relação cada vez maior da psiquiatria com a neurociência”, explica Victor Pablo, psiquiatra da Holiste.

SAIBA MAIS SOBRE OS “NOVOS OBJETIVOS NO TRATAMENTO DA ESQUIZOFRENIA

 

RELEVÂNCIA DA INFLAMAÇÃO NA DEPRESSÃO

Outro painel de destaque, foi o apresentado pelos médicos Vladimir Maletic (University of South Carolina), Flavio Kapczinsky (McMaster University) e Roger McIntyre (University of Toronto), que expuseram dados a respeito dos processos degenerativos e inflamatórios associados a depressão maior e ao transtorno bipolar do humor.

“O estudo e entendimento da neuroprogressão nos transtornos de humor é essencial para a compreensão do impacto negativo do número de episódios na evolução e prognóstico dos pacientes. Atualmente sabe-se que quanto maior o número de episódios de alteração do humor, pior será a evolução e a capacidade funcional deste paciente, sendo assim a prevenção de sintomas agudos e o controle adequado da doença se tornam alvos chaves de todo tratamento”, afirma a psiquiatra Fabiana Nery .

“Esse é um campo de conhecimento que está mobilizando neurocientistas de todo o mundo para a criação de novas moléculas ou o uso de moléculas já existentes para complementar o tratamento medicamentoso de forma mais personalizada. Isso deverá aumentar a eficiência das intervenções psiquiátricas sobre esses transtornos de humor nos próximos 20 anos”, completa Dr. Victor Pablo.

SAIBA MAIS SOBRE A DEPRESSÃO NO VÍDEO: O QUE É A DEPRESSÃO

 

NEUROSCIENCE EDUCATION INSTITUTE

O evento foi promovido pelo laboratório Torrent Brasil, em parceira com o instituto americano Neuroscience Education Institute (NEI).

Fundado em 2000 pelo autor e psiquiatra Dr. Stephen M. Stahl, o NEI é dedicado a fornecer o mais alto nível de experiência educacional no segmento da neurociência, primando pela qualidade e conteúdo de ponta.  Mais de 30.000 profissionais de saúde mental participam continuamente dos eventos da NEIglobal.com, recebendo educação continuada através de conferências anuais e regionais, sessões ao vivo em reuniões nacionais, entre outras atividades.

Comentários

Inscreva-se para receber conteúdo sobre Psiquiatria e Saúde Mental

Cadastrar