Blog / Notícias

PANDEMIA E PRECONCEITO | EFEITOS NA SAÚDE MENTAL

Notícias 20/05/2020

Em entrevista à rádio Sociedade, o psicólogo Cláudio Melo abordou os efeitos do preconceito na saúde mental das pessoas que contraíram o novo coronavírus.

A pandemia do novo coronavírus desencadeou uma onda de preconceito contra pessoas que contraíram a Covid-19. Até mesmo profissionais de saúde relatam discriminações por estarem no front do combate da doença. De acordo com o psicólogo Cláudio Melo, durante a crise existem algumas formas de lidar com a incerteza:

“Nesses momentos as pessoas tendem a dois comportamentos: ou são solidárias ou egoístas. Mas o egoísmo leva a dificuldades na relação social, além de ser um comportamento deplorável.”

Confira a entrevista completa:

Necessidade do diálogo

O isolamento social traz várias consequências à saúde mental, que podem resultar em crises de ansiedade, excesso de preocupação e um medo constante. Cláudio explica que falta apoio psicológico às pessoas que tem sofrido preconceito por contraírem a doença, e que essa é uma questão que precisa ser discutida:

“Essas pessoas precisam desse apoio e o diálogo é fundamental. A gente sempre recomenda sentar e conversar sobre o assunto. Todos estão assustados, porque nem tudo está tão claro” – pontua.

Acolhimento

Com as atuais tecnologias é possível continuar próximo das pessoas, mesmo que não seja fisicamente. Para o psicólogo, esse contato e acolhimento emocional é fundamental para ajudar no processo de enfrentamento dessa crise:

“As pessoas precisam ser acolhidas. Imagine a cabeça da pessoa que está passando pela doença, com medo do que isso pode causar. Se a gente se afasta e discrimina, coloca ela em um sofrimento e isolamento social muito pior”, finaliza Cláudio.

 

Comentários

Inscreva-se para receber conteúdo sobre Psiquiatria e Saúde Mental

Cadastrar