Blog / Notícias

NOVOS HÁBITOS DURANTE A PANDEMIA

Notícias 18/05/2020

O psicólogo André Dória aborda como a pandemia pode estimular a criação de novos hábitos, bem como mudanças nas relações sociais.

A quarentena tem sido um momento de medos e incertezas para todo mundo. Mas, ao mesmo tempo, traz uma grande oportunidade de reflexão. Por ser um período de distanciamento social, é comum que as pessoas sintam falta do importante convívio em sociedade.

Com isso, sintomas de ansiedade ou depressão podem ser percebidos nesse período. André alerta para a importância de estar atento a esses sinais que o corpo dá:

“Algumas pessoas podem desenvolver ansiedade ou depressão nesse momento, e é importante a busca por ajuda qualificada de um profissional da Saúde Mental, seja psiquiatra ou psicólogo. Lembrando que a própria pessoa pode buscar ajuda; por isso a importância de estar atento aos sintomas”, destaca o psicólogo.

Veja a entrevista:

O mal-estar na civilização

Freud diz que as fontes de sofrimento que ameaçam o ser humano são três: o poder devastador e implacável das forças na natureza, a ameaça de deterioração e decadência do nosso corpo e o sofrimento advindo das relações entre os seres humanos. André explica que o homem acredita dominar a natureza, e, por isso, essa relação é sempre uma fonte de tensão. Para ele, a pandemia que vivemos é uma prova clara disso.

“A gente acha que é dono do corpo, senhor da natureza, mas a verdade é que embora pareçamos isolados, não estamos. O vírus exige o isolamento, mas somos um ser social. O vírus impede o contato físico, mas o contato virtual está aí presente”, ressalta.

Descoberta de novas possibilidades

O especialista afirma que, nessa fase de recolhimento, é possível rever a vida que levamos, nossas rotinas, e dentro dessa perspectiva encontrar novas possibilidades e habilidades:

“Acho que a gente vai sair dessa experiência diferente, revendo a nossa forma de se relacionar, de estar no mundo. Quem diria que um vírus fosse causar todo esse pandemônio?”, enfatiza.

Para o psicólogo, a dica é utilizar esse momento para realizar atividades que lhe dê prazer, como fazer um curso novo, ler um livro, assistir filmes, ou seja: adotar hábitos que sejam fonte de prazer e lhe tragam uma recompensa.

Comentários

Inscreva-se para receber conteúdo sobre Psiquiatria e Saúde Mental

Cadastrar