Blog / Notícias

IV Feira de Artesanato do Núcleo da Terceira Idade

Notícias 25/10/2017

No dia 2 de setembro, aconteceu a IV Feira de Artesanato da Holiste. O evento contou com a participação de pacientes, familiares e da própria equipe, que prestigiaram as peças produzidas pelo Núcleo da Terceira Idade.

Em sua 4ª edição, a feira de artesanato é resultado do trabalho desenvolvido com os pacientes durante as atividades terapêuticas, que visam desenvolver o bom funcionamento cognitivo, a construção da autoestima, redução da sensação de isolamento, redução da ansiedade, valorização pessoal, além do desenvolvimento de habilidades para criar e recriar, fortalecendo a sua criatividade.

Segundo Michelle Campos, terapeuta ocupacional e coordenadora do Núcleo da Terceira Idade, os trabalhos manuais fazem parte da rotina de atividades desenvolvidas durante o período de tratamento. Ela ainda ressalta: “foi possível observar através dos produtos artesanais expostos, que os pacientes durante o processo de produção puderam imprimir suas “marcas”, expressar sua criatividade, desenvolver suas habilidades, cada um dentro de suas possibilidades”.

Foram confeccionadas diversas peças como: baús, bandejas, porta-retratos, porta copos, jogo americano, telas, caixas, tricô, crochê, bordado, panos de prato, artigos de decoração entre outros.

Arteterapia

A arteterapia é um processo terapêutico que utiliza a arte como um facilitador para que o paciente expresse suas angústias, medos, dificuldades e outro sentimentos. São utilizadas várias técnicas artísticas, como a pintura, o desenho, a modelagem, a música, a dança, dentre outros. O trabalho realizado faz emergir conteúdos conscientes e inconscientes do indivíduo, que em algum momento de sua vida foram esquecidos ou bloqueados, mas que precisam ser trabalhados ou somente lembrados.   

A arteterapeuta da Holiste, Narajane Oliveira, enfatiza que, mesmo sendo um trabalho realizado em grupo, cada paciente apresenta sua própria subjetividade. “O processo terapêutico tem como objetivo o resgate do potencial criativo, o contato com sentimentos e lembranças, o autoconhecimento e a melhora da autoestima”.

Além de todos os benefícios já citados, a interação social que a feira de artesanato proporciona também tem um grande impacto terapêutico. Este dia proporciona uma socialização dos pacientes com seus familiares e demais colaboradores da equipe e, para receber os convidados, ainda dentro da esfera terapêutica, é oferecido um lanche com bolos, biscoitos, sequilhos e chás feito pelos próprios pacientes.

Nadja Pinho, musicoterapeuta e umas das responsáveis pelo projeto, destaca a importância que tem para os idosos confeccionarem um produto que é valorizado, desejado e comprado. “Eles participam de todo o processo. Desde a organização da feira, confecção dos produtos até o estabelecimento dos valores para a comercialização”. 

Atividades externas

Com a venda das peças, o valor arrecado será revertido para a realização de uma atividade externa com os pacientes do núcleo da Terceira Idade. O destino ainda será definido.

A Holiste propõe, dentro do período de internação, a vivência deste tipo de atividade externa como recurso terapêutico, proporcionando ao paciente a possibilidade de ele reconhecer-se como sujeito que atua. O objetivo destas atividades é de conscientização sobre a necessidade do lazer, criando possibilidades de satisfação, recreação, distração, descanso, reflexão sobre a realidade, desenvolvimento da criatividade e atenuação do estresse.

Para Michelle Campos, “a realização de atividades externas propiciam prazer e mostram-se também como uma estratégia favorável no processo da internação, já que neste período acontece um rompimento temporário dos laços sociais”.

Saiba mais sobre transtornos mentais na terceira idade e sobre o nosso projeto terapêutico na matéria “Transtornos Mentais na Terceira Idade | Encontros Holiste”.

Confira as fotos da feira:

 

Comentários

Inscreva-se para receber conteúdo sobre Psiquiatria e Saúde Mental

Cadastrar