Blog / Notícias

Envelhecimento feminino deve ser encarado livre de preconceitos

Notícias 31/05/2019
Entrevista Ethel Poll - Envelhecimento Feminino

Envelhecer é um processo natural e inevitável, mas que traz muitos desafios para homens e mulheres. Embora existam dificuldades comuns, como adoecimento, perdas, isolamento e outros, as mulheres enfrentam algumas questões particulares relacionados a cobranças sociais por padrões de beleza e comportamento.

A psicóloga da Holiste Ethel Poll falou sobre esse tema no programa Band Mulher, pontuando aspectos relacionados ao envelhecimento e ao preconceito que cerca a velhice nas mulheres.

“O preconceito em relação ao envelhecimento na mulher é muito amplo. Existe algo na sociedade que cobra certos comportamentos da mulher durante a vida toda. Na velhice, parece que ocorre uma sequência dessa realidade. Por isso essa cobrança por juventude, por realizar procedimentos de beleza, por não aparentar a idade que tem. No entanto, se esquece do principal, que é avaliar a qualidade de vida, se a pessoa está bem, está feliz, se contribui para a autoestima. Esse é o ponto”, afirmou Ethel.

Confira a entrevista completa:

Feliz da vida

Dados apontam que as pessoas tendem a se sentir mais felizes com o passar da idade, mesmo com possíveis perdas cognitivas que a velhice pode trazer. Ethel destaca que a forma como a pessoa encara seu processo de envelhecimento faz toda a diferença.

“Todas as questões e as perdas que vão naturalmente ocorrer podem ser vistos de uma forma totalmente diferente se a pessoa estiver lidando bem com esse processo de envelhecimento, que é inevitável”, pontou a psicóloga da Holiste.

Proximidade da morte

Um dos fatores importantes e que não pode deixar de ser considerado é a proximidade da morte e os efeitos que essa realidade pode trazer.

“Isso traz um peso ao envelhecimento e tem muito impacto nos idosos, por isso precisa ser visto. Percebemos que as pessoas têm buscado mais ajuda quando essas questões aparecem e começam a causar incômodo, e isso é positivo”, comentou Ethel.

Comentários

Inscreva-se para receber conteúdo sobre Psiquiatria e Saúde Mental

Cadastrar